Baixaria Sonora – Carta para Leandro

Baixaria Sonora – Carta para Leandro

Jean Paz escreve a coluna Baixaria Sonora todas as terças-feiras e em seu blog, também Baixaria Sonora

Carta para Leandro

 

Confesso que no começo eu não gostava do teu trabalho.

Achava o nome meio pretensioso.

Exterminador de MC’s? Ah, vá?

Conta outra.

Ai caiu no meu colo um ingresso para o VMB. Não lembro bem o ano. Só sei que foi o último.

E de repente e não mais que de repente tu subiu no palco com o Projeto Nave.

Que chute no peito.

Soco no estômago.

Fodam-se vocês. E fodam-se suas leis.

O show acabou e me permiti à dúvida. Será que estive errado durante todo esse tempo?

Ai veio um ponto de virada na minha vida. Uma separação me tirou da zona de conforto e me permitiu rever conceitos e conhecer pessoas.

E algumas pessoas me mostraram o quanto eu era idiota. E o quanto precisava evoluir. Me abriram os olhos, a mente, a percepção.

Uma dessas pessoas te odiava. Me contou a história da treta da “trepadeira”.

Cara que absurdo. Acho que não estou tão errado assim.

Ai veio outra pessoa. Uma pessoa negra como você. Com uma história parecida com a sua.

E que mostrou que parte dessa revolta de algumas pessoas contra você tinham a ver com a cor da tua pele.

Que outros artistas já tinham passado por algo semelhante. Mas a mídia passou um pano porque eram brancos.

Machismo seletivo motivado pelo racismo?

Que fita.

Ai voltei a me questionar.

Acho que estou errado.

Ai ouvi baiana.

Chorei.

Que letra, que harmonia.

Dei o braço a torcer.

Ouvi algumas palestras, ajudei uma amiga a te entrevistar, te vi na tv.

Bateu um remorso.

Devia ter valorizado mais o teu trampo.

Ai veio 2019.

O país em pedaços, a economia em colapso, discurso de ódio em horário nobre.

Isso sem falar em terra plana, nazismo de esquerda e o Grêmio tomando 5 a 0.

Ai veio 2020, 2021, Pandemia…

E o AmarElo

Bateu em cheio nas minhas ideias.

E no meu coração.

Cada rima, uma lágrima.

Mas é lágrima de emoção.

De identificação. Embora minha vida tenha sido um pouco menos sofrida que a tua, muitos corres se assemelham.

Inclusive a parada de comprar fralda na promoção.

Acho que a melhor definição pra esse trabalho eu ouvi da tua boca: “Um disco para quem é pai”.

As letras mudaram um pouco o foco.

Mas não perdem a urgência e nem a capacidade de emocionar.

Obrigado por esse disco.

E me perdoe por ter sido resistente ao teu trampo.

A ficha demorou pra cair.

Mas caiu.

Com a força de quem despenca tentando alcançar o céu..

 

Baixaria Sonora - Carta para Leandro
Emicida em fotografia de José de Holanda

 

Ouça AmarElo no youtube

 

 

Ou no Spotify

 

Baixaria Sonora – Carta para Leandro é texto de Jean Paz para a coluna Baixaria Sonora na Expedição CoMMúsica.

Expedição CoMMúsica

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: