Estação Black • DJ Afrika Bambaataa

Estação Black • DJ Afrika Bambaataa – O pai do Hip Hop

Marcelo Kurts

Texto por Marcelo Kurts

Hoje é dia de falarmos sobre um dos principais ícones do Hip Hop mundial, um dos responsáveis direto pelo surgimento e crescimentos dessa cultura que tomou conta do planeta transformando a mentalidade de jovem e interferindo em seu comportamento.

Estação Black • DJ Afrika Bambaataa
Afrika Bambaataa e Marcelo Kurts

Oriundo do Bronx, Nova Iorque  e nascido em 19 de abril 1957, Lance Taylor conhecido pelo pseudônimo de Afrika Bambaataa é DJ, cantor, MC, compositor e ativista, é uma das figuras mais representativas do Hip Hop desde os anos 70 quando fundou a organização mundial de Hip Hop chamada Universal Zulu Nation.

Em 1974, ele agitava festas no Bronx, em Nova Iorque, berço da cultura, na companhia de amigos importantes dentro da cena, como Grandmaster Flash e Kool Herc, Grand Wizard Theodore, entre outros. Com apenas dois toca-discos, foram pioneiros na técnica de emendar uma música na outra no mesmo tempo musical, além de criarem a técnica de scratch (movimento de vai e vem feito no disco tipo um arranhão).

Fez parte do lendário grupo de Electro Funk Soul Sonic Force responsável por singles de importância como a clássica Planet Rock, Renegades of Funk (regravado pela banda Rage Against the Machine), Looking For The Perfect Beat , Reckless e o hit Unity em dueto com James Brown.

Capa do albúm Planet Rock

Bambaataa tem forte ligação com a África, por isso carrega em seu apelido a nome do continente além de batizar sua Ong pela expressão Zulu. Ele fazia parte de uma gangue de rua denominada Black Spades e quando entendeu que gladiar-se entre si não era a melhor forma de atuação nas ruas, decidiu agir de uma forma diferenciada de qualquer punk da época. 

Ele é tido como o criador do Hip Hop por ter sido o primeiro a utilizar o termo e dar as bases técnicas e artísticas, formando assim uma nova cultura. Através da criação da Zulu Nation a proposta era promover disputas com criatividade, em vez do recurso à violência.

Bambaataa é conhecido como o padrinho do Hip Hop, pois foi ele quem reuniu os elementos centrais desta cultura: o DJ (base musical), o MC (canto), o B-boy/B.Girl (dança) e o Grafite (arte visual). Esses são os 4 elementos que serviram de sustentação para que a cultura se expandisse pelo mundo ao longo de décadas. Foi também o responsável pela criação do Electro Funk, estilo de música eletrônica oriunda da Funk Music que serviu de base para os dançarinos de Break e até mesmo o surgimento do que chamamos de Funk carioca no Brasil.

Afrika Bambaataa

Mas o Funk carioca é Hip Hop ?

Não, porém tem ligações fortes pelo fato de ser uma cultura negra e periférica que surgiu através da musicalidade do Electro Funk e Miami Bass/Freestyle no Rio de Janeiro.

No começo do século XXI, Afrika Bambaataa esteve no Brasil e após muitas polêmicas em torno da ideia do Beat Box ser o 5º Elemento do Hip Hop afirmou que seria uma evolução do MC e que o conhecimento seria o elemento 5 da cultura. Nessa mesma época ocorreram debates em SP (inclusive aqui em Embu) referentes ao tema, que era citado pelo grupo Z.África Brasil em shows, sem o propósito de criar polêmica, mas que ocorreu ao contrário. Eu mesmo fui um dos que abraçou e defendeu o Beat Box como o 5º Elemento do Hip Hop, mas entendi a concepção de Bambaataa sobre a importância do conhecimento ser a base de toda a cultura.

Afrika Bambaataa vem ao Brasil constantemente tendo passado por muitas casas de show, festivais e Ongs ligadas à cultura de rua. No final do século 10 ele esteve na Casa do Hip Hop de Diadema para a realização de um workshop onde um dos agentes culturais do espaço era o Historiador King Nino Brown que faz parte da Zulu Nation Brasil, uma ramificação da Universal Zulu Nation.

Também esteve no céu Campo Limpo, localizado na zona sul de São Paulo onde pude bater um papo com ele e saber mais sobre a verdadeira essência do Hip Hop.

O Hip Hop é uma expressão social, artística e política, é conhecimento, cultura, entendimento, autoconhecimento, conhecimento sobre os outros, ideia defendida por Bambaatta e pregada por todos os cantos do planeta.

Afrika Bambaata está para o Hip Hop como James Brown está para o Soul Funk, considerado uma lenda, o DJ viaja o mundo para difundir não só a música, mas a cultura por trás do estilo.

Estação Black • DJ Afrika Bambaataa
Afrika Bambaataa

Em 12 de novembro de 1973, era fundada a Universal Zulu Nation, que buscava promover a cultura e o Hip Hop como o melhor caminho para manter os jovens afastados do crime e da violência presentes na rua.

 

Vídeo Afrika Bambaataa and Soul Sonic Force – Planet Rock Clique aqui

Estação Black • DJ Afrika Bambaataa, texto de Marcelo Kurts


Expedição CoMMúsica

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: