Cavando Ideias: Salete Lottermann e a delicadeza na cerâmica

Cavando Ideias: Salete Lottermann e a delicadeza na cerâmica

Cavando Ideias • Denise Braune e as Transgressões Cerâmicas
Silvia Ferreira Lima
Fotografia de Raquel Pfutzenreuter

Texto de Silvia Ferreira Lima para a Expedição CoMMúsica. Silvia escreve sua coluna todas as sextas-feiras.

Convidei Salete Lottermann para uma Live no Instagram, porque quis conhecer a artista cujos trabalhos de cerâmica me apresentaram enorme delicadeza. E são realmente delicados, desde o tamanho que não passa das dimensões de uma mão até os detalhes de bonecas e vestidos que me fizeram lembrar a infância, vestindo minhas bonecas Suzy, ainda anterior às Barbies, mas com o mesmo princípio.

Seus trabalhos trazem detalhes de pequenas meninas e mocinhas, que, quando somos criança, gostamos de vestir e pentear. Cujos vestidos vamos ganhando, costurando, comprando e colecionando para vesti-las adequadamente para uma festa, um passeio ou o trabalho.

Seu primeiro trabalho a chamar minha atenção foi a fada Si: com pequeno par de asas, a ocupar espaço no jardim. O que ela mesma fotografou e recortou janelinhas, montando um livro de artista. Mas a Si, está presente no jardim de Salete desde que ela se mudou novamente para Rondon, onde mora sua mãe, e para onde seguiu de Curitiba, depois de ter se aposentado na prefeitura, como professora de Arte na Educação Infantil e bibliotecária.

Cavando Ideias: Salete Lottermann e a delicadeza na cerâmica
Si, 2021 Argila, modelagem manual, queima forno a gás, 850°C, tinta acrílica, verniz, metal , tecido 24 X 28 x 19 cm Registro fotográfico Salete Lottermann

 

“Como foi muito amada desde a sua concepção,

quando aconteceu o acidente que quebrou sua perninha, experimentou um sentimento triste  porém não paralisante.
Permitiu-se uma prótese, aonde nasceu uma pequena cicatriz.
Percebeu que seria inevitável e necessário a incorporação deste traço em sua personalidade e modo de vida.
Encantou-se então com esta mágica linha e a coloriu com flores, para lembrar que o belo está aonde existe amor” Salete Lottermann

Salete me impressionou pela sensibilidade. Talvez a sensibilidade também seja minha, quando recordei da infância e das brincadeiras de boneca, que eu vestia e desvestia, montava histórias e enredos, brincando ao lado de minha irmã. De qualquer forma, seus trabalhos trouxeram à mente lembranças de tempos felizes e ingênuos, brincadeiras que sempre levamos a sério e que nos servem para preparar para a vida.

Quando criança, minha irmã já dizia que adorava as histórias que eu criava com as bonecas. Acho que desde cedo, eu já curtia uma boa narrativa, como a que descobri ouvindo os relatos de um artista sobre seu trabalho.

Salete conta que enfrentou situações de violência contra a mulher e preconceito ou exclusão de deficientes. Assim, sua fada, Si, apresenta um problema na perna esquerda. O que apareceu enquanto fazia, mas que tomou corpo e ganhou uma história. Para Salete, a fada sempre esteve neste jardim e foi reencontrada quando a compôs de cerâmica e lhe colocou um par de asas de arame.

Lottermann já tinha feito outras pequenas esculturas com arame e aproveitou esta experiência para acrescentar asas à pequena boneca de cerâmica que fez em casa, utilizando a ajuda de Cris Rocha com o forno e a finalização da peça.

Mãe e Filha, obra e fotografia de Salete Lottermann

A escultura mãe e filha também foi feita em pequenas dimensões, na realidade, para uma exposição na qual Salete participou, chamada Vestir Cerâmica. Perguntei se ela tinha uma filha ou experiência como mãe, uma vez que comentou da importância que deu à peça para colocar o olhar de admiração que existe da filha para a mãe. Então, a história foi que Salete já perdera uma filha, com poucos meses de gestação e que desde então, nunca mais pode ser mãe. Falou com tristeza e eu me arrepiei. Quem já perdeu um filho bebê sabe o quanto é doloroso! Aliás, perder um filho nunca é um pequeno desafio de vida.

Fios Invisíveis ou Analgésico, obra e fotografia de Salete Lottermann

No entanto, o trabalho mais arrepiante de Salete foi Fios invisíveis, ou analgésico. Em que Salete produziu um vestido branco, de braços levantados sem as outras partes do corpo, cuja parte interna aparece pintada de vermelho. Esta peça realmente traz um enorme arrepio de dor e de violência. Salete contou que encontrou na rua de sua casa uma gaiola quebrada e quis aproveitar aquelas grades para colocar sua peça de cerâmica apoiada. Andrés I. M. Hernández também parece ter gostado da peça, pois a escolheu como ilustração do convite de divulgação de seu curso.

Fiquei encantada com a história das peças, principalmente, com o que Salete me contou sobre seu processo criativo. Formada em Artes, Salete já pintava, mas começou a se dedicar à cerâmica num determinado momento de sua vida, alguns anos depois. E seus dedos parecem ter encontrado perfeita afinidade com o barro. Suas peças são maravilhosas! Delicadas, suaves e ao mesmo tempo tão poderosas a ponto de nos instigar a várias reflexões sobre a vida e sobre o que sentimos com cada obra. Não há como ver as peças de Salete e não se encantar, com suas propostas, com sua habilidade e com a história que cada peça nos conta, independente da história que lhe dá a artista.

Salete Lottermann é mais uma artista visual, cujo trabalho de cerâmica existe para ser admirado e para nos provocar encantamento, emoção, sensibilidade. Com certeza, suas peças merecem ser observadas com cuidado e atenção, não apenas pelo pequeno tamanho, mas pelos detalhes existentes na arte assim como na vida.

Cavando Ideias: Salete Lottermann e a delicadeza na cerâmica, texto de Silvia Ferreira Lima.

Referências:

Conversa de artista: Live com Salete Lottermann: https://www.instagram.com/tv/CQj7SUaHBni/?utm_source=ig_web_copy_link

Instagram: @salete_lottermann

Transgressões Cerâmicas: www.transgressoesceramicas.com

Cris Rocha: www.tauaceramica.com

Andrés I.M. Hernández: https://www.instagram.com/tv/CQj7SUaHBni/?utm_source=ig_web_copy_link

Subsolo Laboratório de Arte https://www.instagram.com/subsololaboratorioarte/

Vestir Cerâmica: https://issuu.com/cibelenakamura/docs/catalogo_vestceramed2_virtual_ok

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: