Estação Black: a trajetória do grupo Whodini

Estação Black: A trajetória do grupo Whodini

Editor: Marcelo Kurts

Por Marcelo Kurts

Salve, salve simpatia !

Hoje no Estação Black falaremos sobre um dos grupos de Rap mais representativos dos anos 80.

Em 1981, com apenas 18 anos o adolescente Jalil entregaria um jingle, gravado numa demo fita cassete, a um DJ local de uma rádio, ele fora acompanhado por seu novo colega Ecstasy. O DJ local era nada mais nada menos que Mr. Magic.

Rapidamente a gravação se tornou conhecida no país, porém nenhuma gravadora mostrou interesse em conhecer o trabalho desse dueto, entretanto a Jive Records de Londres percebeu importância nesse trabalho e assinou um contrato com os jovens.

O nome do grupo surgiu através da gravadora, pois Jalil e Ecstasy não tinham nada em mente. Em 1983 a gravadora Jive lançou o álbum de estreia denominado Whodini. O jingle demo entregue a Mr. Magic foi o embrião para o primeiro hit Magic’s Wand que alcançou sucesso em rádios e se tornou o primeiro vídeo clipe de Rap da história.

Estação Black: a trajetória do grupo Whodini
Estação Black: a trajetória do grupo Whodini

No ano de 1984 o grupo lançou o segundo álbum intitulado Escape cujo produtor Larry Smith já havia trabalhado com Kurtis Blow, Fat Boys e Run DMC. Escape foi um disco de sucesso e logo alcançou 1 milhão de vendas com hits memoráveis como Freaks come out at night, Five minuts of Funk (que serviu com abertura de um programa de TV americana) e a popular Friends que só chegou ao Brasil no ano de 1989 através do programa Black in Love transmitido pelo rádio Bandeirantes FM. 

Em minha opinião a canção Friends é a mais tocante de todos os Raps gravados pelo Whodini, pela letra sobre amizade, a harmonia, o refrão e o beat pesado. Em meu set list nunca deixo de tocar ela em festas e shows.

Foi no lançamento do disco Escape que a dupla convidou Grand Master Dee para ser o DJ, tornando-se então um trio de ponta e de respeito no Rap mundial.

Na minissérie Todo Mundo Odeia o Chris o Whodini é sempre citado e suas canções são veiculadas em alguns episódios. Em determinado capítulo Chris Rock narra a saga que vivenciou para conseguir ir ao show do grupo mas não conseguiu devido a algumas barreiras por conta de sua idade.

Nessa época o grupo Whodini integrou a Fresh Festival junto a Run DMC, Kurtis Blow, Dynamic breakers, Fat Boys e outros. Em 86 o terceiro álbum intitulado Back in Black alcançou sucesso imediato com hits conhecidos como I’m a ho (sucesso estourado no Brasil), Funky Beat, One Love.

Em 1987 o terceto lançou seu 4º álbum, Open Sensame cujos hits que tocaram muito em São Paulo foram a pesada Life is like a dance, Be yourself e a romântica You take my breath away.

No ano de 1988, a equipe de som Chic Show promoveu a vinda do Whodini ao Brasil onde se apresentaram no antológico ginásio do Palmeiras. Eu tinha apenas 12 anos de idade e ficava ouvindo pela Band e pela exinta Manchete FM as canções deles e fantasiando se um dia eu veria o Whodini ao vivo. 

Infelizmente não fui a nenhum concerto deles, porém eu tive recentemente o privilégio de bater um papo com um dos integrantes do grupo, o Rapper Jalil, eu falava as vezes com Ecstasy que ficou de dar uma entrevista para uma coluna que eu escrevia em outra revista digital, porém em dezembro de 2020 ele faleceu em decorrência de problemas do coração. Fiquei sabendo dessa notícia em tempo real, quase que no mesmo instante, foi triste, pois falávamos as vezes, cheguei a avisar ele que estava organizando um festival e gostaria de ter o grupo Whodini como atração antes de sua morte – lamentável.

Estação Black: a trajetória do grupo Whodini

 

O grupo não parou por aí e seguiu sua trilha de sucesso pelos anos 90 lançando discos que tocaram bastante nas festas de SP e em rádios de Rap, foram homenageados na Hall da fama e muito mais.

Enfim !!!

 Se foi Ecstasy perto do natal de 2020, mas temos ainda nosso irmão Jalil que na humildade destinou um tempinho para um papo comigo.

Yo man, what’s up, we are a hoooooooooooo !!!!

Estação Black: a trajetória do grupo Whodini

1 – Estou escrevendo agora para a revista digital Expedição CoMMúsica e queria contar a história do Whodini.

R – One love

2 – Você quer falar sobre sua carreira artística no grupo Whodini ?

R – Somos o primeiro grupo de Hip Hop a começar com dançarinos de fundo, Doc Ice (Doctor Ice) e Kangol Kid do grupo Utfo.

Kurts – Doc Ice veio ao Brasil em 1990 com os sucessos dos bailes Fever e Word doc up,  as vezes falamos, porém ele é testemunha de Geová e cita poucas coisas.

3 – Como eram feitos os Raps do grupo Whodini ?

Fizemos nossa própria música em uma época em que o Funk e o R&B eram as referências de faixas.

4 – Fale sobre o hit I’m a ho, o que significa esse termo ?

Em inglês, I’M A HO é como um garoto ou garota sexualmente solto, uma prostituta is aho, um jogador is a ho, um tocador is a ho, então estou tirando sarro disso.

5 – Conte-nos sobre o show que fizeram no Ginásio do Palmeira em São Paulo no ano de 1988, eu lembro desse dia, mas não fui pois só tinha 12 anos de idade.

O Brasil foi ótimo, não tínhamos a ideia, catorze mil pessoas no show as 3 da manhã, nunca vimos isso nos Estados Unidos naquela hora do dia.

6 – Qual a causa da morte do Rapper Ecstasy ?

Houve algum problema no coração, ele tinha um bom coração, coisas acontecem.

Ouça Whodini https://youtu.be/CR8Y8JfuoNQ

Estação Black: a trajetória do grupo Whodini

Ps: Obrigado ao jornalista Kako Sapo da TV Band e do Musikako pelas informações

Estação Black: a trajetória do grupo Whodini


Expedição CoMMúsica

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: