Estação Black: Realidade Cinza – O mal do século XXI

Estação Black: Realidade Cinza – O mal do século XXI

Hoje no Estação Black falaremos sobre um tema pertinente que atinge grande parte da população mundial, a depressão, para uns significa o estado máximo da melancolia enquanto que para outros é vista como coisa de louco.

Na verdade, de acordo com profissionais da área de saúde mental, a depressão faz parte dos transtornos do humor. O estado depressivo pode aparecer ocasionalmente em vários momentos da vida, porém quando os episódios se tornam recorrentes e até mesmo permanentes é motivo de preocupação. Muitas vezes, esse estado se alterna com os períodos de euforia, onde se tem a impressão de que os sintomas depressivos desapareceram levando o indivíduo acreditar que não é portador do distúrbio.

No quadro de sintomas, há presença de excessiva tristeza, pessimismo, baixa auto-estima, perda de interesse, falta de sentido para vida, sentimento de desamparo e vazio, ideias frequentes desproporcionais de culpa, alteração do apetite, do sono, da atenção e da concentração, raiva, irritabilidade, entre tantos outros, podendo combinar-se entre si variando assim de pessoa para pessoa.

Estima-se que existem em todo o mundo algo em torno de 300 milhões de pessoas, de todas as idades, que sofrem com esse transtorno, inclusive eu, que, durante décadas convivo com isso, descobrindo tardiamente, o que me levou a entender que pelo menos 94% das pessoas não sabem que possuem esse problema.

Como dito anteriormente, muitos são os sintomas que indicam a presença do transtorno, eles podem passar despercebidos, na medida em que o indivíduo menospreza ou ignora sua existência. A sua origem depende da constituição biológica e fisiológica, das experiências e do ambiente em que o sujeito está inserido, podendo ser resultado, portanto, de eventos estressantes (físicos ou emocionais), traumas ou abusos na infância, desequilíbrios bioquímicos (falta ou diminuição de substâncias no cérebro), mudanças súbitas das condições de vida (perda de emprego, por exemplo) e até mesmo componentes genéticos.

O grande desafio para o tratamento desse distúrbio está no reconhecimento de suas causas, muitas vezes não é possível identificar o seu ponto de partida. Os sintomas podem se alternar, de pessoa para pessoa, ora como causa ora como consequência, ou seja, a pessoa pode ser pré-disposta geneticamente para o desenvolvimento do transtorno e este aparece após a sua exposição aos “gatilhos” emocionais ou sociais, como a perda de alguém muito querido por exemplo, de outro modo, pode aparecer após o uso desenfreado de álcool e outras drogas, que altera o funcionamento do cérebro.

 O tratamento da depressão, deve ser feito, sem dúvida, de forma personalizada, profissionais da saúde como psicólogos, psiquiatras, terapeutas ocupacionais, arteterautas podem trabalhar de forma individual ou multidisciplinar, mesclando seus conhecimentos e técnicas incluindo, muitas vezes, o uso de medicamentos, para oferecer um tratamento mais completo e sistêmico.

O segmento artístico é fortemente atingido por esse transtorno, existindo inúmeros casos de artistas que cometeram suicídio em decorrência da depressão.

No sentido de luta contra o mal do século, como é classificada a depressão, o rapper Spinardi em parceria com profissionais da área de psicologia desenvolveram o projeto Realidade Cinza cujo objetivo é disponibilizar atendimento clínico social de baixo custo para pessoas que sofreram qualquer tipo de abuso independente da sexualidade, gênero ou idade.

Spinardi, um rapper da zona norte de São Paulo faz parte do grupo Haikaiss e foi muito corajoso ao assumir publicamente que conviveu durante 28 anos com esse problema, relatou que sua cura se deu por meio de terapia. Para ele a depressão como qualquer outra doença precisa ser tratada, é preciso buscar ajuda pois sozinho o indivíduo não consegue lidar com isso.

Realidade Cinza é um projeto para pessoas que não possuem condições financeiras para a realização de sessões com psicólogos ou psiquiatras. Essa ação, de suma importância, é uma parceria entre o rapper e profissionais da área da psicologia.

No link https://intabio.cc/RealidadeCinza você terá mais informações sobre como se inscrever para ser atendido. No mesmo link há acesso para a inscrição de profissionais (psicólogos) que queiram participar.


Música:

Sozinho Artista: Dj Kurts Produção Musical: Erre BO Álbum: Projeto Corona Hip Hop Vol. 2 Ano: 2020 / Mês: Julho Gênero: Rap / Hip Hop Vídeo Animado: dirocomunicacao@gmail.com

Projeto Corona Hip Hop propulsionado pelo Estado de Emergência das Nações na Guerra Biológica de 2020 em que todo Mundo está trancado em casa para não ser a próxima vítima do Corona Vírus (COVID-19). Neste momento em todos Países só se contabilizam corpos.


Expedição CoMMúsica

4 thoughts on “Estação Black: Realidade Cinza – O mal do século XXI

  1. Rafael Pires says:

    Muito legal esse texto. É importante acolhermos pessoas depressivas !

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: