Anguere lança seu terceiro álbum e concede entrevista exclusiva

Anguere lança seu terceiro álbum e concede entrevista exclusiva

 

O Anguere lança seu terceiro álbum intitulado ‘Descrença’ e sua produção ocorreu em meio aos obstáculos do período que vivemos. Mais uma excelente produção e a entrevista conta, em detalhes, as várias etapas de sua carreira e, principalmente, o lançamento deste álbum. Ficamos muito felizes quando recebemos, com exclusividade, o Anguere!!

 

Anguere lança seu terceiro álbum e concede entrevista exclusiva
Capa do álbum ‘Descreça’, da Anguere

 


 

Confira a entrevista, pelas respostas de Thiago Soares, vocal da Anguere:

 

Conte-nos um pouco sobre a trajetória da banda. Ano de formação, integrantes, discografia…

Fala pessoal, tudo bem? Primeiro quero agradecer a oportunidade de contar um pouco sobre a Anguere! O Anguere foi formado no final de 2008 na cidade de Rio Claro, São Paulo e a proposta da banda traz um repertório violento, buscando fazer uma junção de algumas características da música brasileira, com vários estilos da música pesada, executando um som raivoso e agressivo.  A banda tem três álbuns lançados: seu primeiro álbum e intitulado ‘Anguere’ foi lançado em 2009 e o segundo, intitulado ‘Choque’, em 2015.  O terceiro, ‘Descrença’, lançado no final de 2021. Além desses três álbuns, temos também com três EP’s, ‘HCRC’ que foi lançado em 2014, ‘Cadeia’, em 2017 e o ‘Castigo’, em 2020. Temos também 7 videoclipes oficiais que se encontram em nosso canal do Youtube! A banda passou por algumas mudanças em sua formação original até chegar na formação atual que é Thiago Soares no vocal, o Cleber Roccon na guitarra, o Ricardo Santos no baixo e o Pedro Amaro na bateria.

 

 

Vamos começar do início! Sobre a produção do novo álbum do Anguere nomeado como ‘Descrença’. Como foi e quando começou? Por que o nome do álbum é ‘Descrença’?

Bom, começamos no final de 2020, durante a pandemia de covid-19, estávamos parados, tínhamos sons novos e alguns em composição! Fizemos uma reunião por aplicativo de mensagem e decidimos entrar no estudo para gravar! Nosso baterista, o Pedro, entrou em contato com o Grama Records para ver como estava fazendo com a limitação de pessoas no estúdio e entramos para gravar, foi bem devagar, faixa a faixa, instrumento a instrumento para não nos contaminarmos e nem ao próximo! Trabalho de formiguinha! O nome ‘Descrença’ foi escolhido devido aos fatos que estávamos vivenciando, como corrupção, violência, descaso com a população e também algumas fitas do underground! Então, Pedro, nosso batera, jogou esse nome no ar:  – Descrença! Eu pensei esse nome está no contexto das letras e no momento em que vivemos, ai expliquei como esse nome cairia bem e todos concordamos! Descrença é o sentimento que a maioria da população está sentindo nesses tempos pesados!

 

 

Vocês têm se destacado na cena Hardcore brasileira há alguns anos e recentemente lançaram o terceiro álbum da discografia do Anguere intitulado  ‘Descrença’. Conte-nos um pouco sobre o processo de gravação desse material

O processo de gravação foi bem tranquilo, pois tivemos tempo de ir ajustando aqui e ali! Tínhamos 4 faixas já prontas e estávamos na composição de mais 4, na guitarra, o Cleber Roccon gravou as linhas, Pedro Batera foi aprimorando, Ricardo Baixista foi criando suas linhas, pois ele entrou como integrante no meio das gravações e, por fim, fui colocar vocal e chamar as participações do Leonardo (Injúria) e Dirça (Dirjay)! Após todas as faixas gravadas, eu fiquei na missão de achar uma pessoa fera em mixagem/masterização, e foi quando eu me lembrei do Ricardo Fuzza, que deu essa sonoridade mais profissional para o trabalho!   

 

 

 

 

Vejo que o álbum de vocês está sempre tocando nas principais rádios do Brasil com frequência. Pode nos falar um pouco sobre essa ótima repercussão do disco, tanto no Brasil quanto na mídia internacional especializada em HC?

Bom, trabalhamos há pouco tempo com o Dhiego Rodrigues e ele encaminha nosso trabalho para os meios de comunicação, mas, além disso, eu tenho muitos contatos com rádios, blogs e pessoal de impressa e eu faço aquele trabalho de formiguinha, envio material, converso sobre as novidades etc. O nosso novo álbum, o ‘Descrença’, tem tido uma boa aceitação nos meios de comunicação devido à qualidade desse trabalho, empenho da banda! Isso nos trouxe esse retorno que é estar sempre em evidência ou, pelo menos, na programação dos meios de comunicação e imprensa, tanto nacional quanto internacionalmente! 

 

 

Achei que esse novo álbum muito mais criativo e intenso do que os últimos dois álbuns da banda. Poderia nos contar um pouco sobre as letras fortes e cheias de energia?

Bom, a criatividade mudou, pois tivemos algumas mudanças na banda, por exemplo, a entrada do baterista Pedro e do baixista Ricardo e mudanças na estrutura certamente refletem na sonoridade. Isso é inquestionável! Quanto às letras fortes, sempre foi, se você parar pra analisar os álbuns anteriores, você nota que a realidade sempre estampa nosso perfil, nas capas dos álbuns! Escrevo sobre a realidade, dia a dia! Não vivo em fantasia (demônios, reis, dragões) não que isso seja ruim, não faz parte do meu dia a dia! Aqui, filho chora e mãe não pode ajudar!

 

 

 

 

Enquanto você estava escrevendo o álbum, o que você queria que as pessoas sentissem?

Então, eu, Thiago Soares, na verdade, escrevo o que vejo e o que eu sinto! Nessa de as pessoas entenderem, na minha visão, é muito complicado, pois cada um tem a visão de ângulos diferentes da realidade de que falamos! Porém, a intenção é mostrar que ‘revolucionário’ de internet não tem a mínima chance na vida real! Aqui, pau cai a folha, aqui é dificuldade todo dia, aqui, precisa ralar pra ter um celular, uma internet, um tênis bom, uma camiseta da banda de que gostamos! Então, a ideia é mostrar o mundo fora da internet!  

 

 

Anguere é uma banda muito atuante com shows pelo Brasil todo e também já se apresentou em países como Equador, Peru e Bolívia. Vocês já estão preparando alguma turnê para esse segundo semestre de 2022?

Mano, gostaríamos muito de ter uma turnê pronta pra apresentar, porém, há adversidades que não temos como controlar! O que eu posso dizer é que se tudo correr bem após a segunda quinzena de abril de 2022, talvez já tenhamos datas para apresentar! 

 

 

É nítido que boa parte dos amantes de HC gostam de valorizar o som feito aqui no Brasil. Para vocês, quais são as principais referências de bandas nacionais?

Bom, eu sempre vejo pessoal falando em valorizar som feito aqui, mas se você olhar bem no cenário e nas mídias de grande porte, ainda há poucas bandas brasileiras cantando em português! Creio que vamos chegar lá um dia, bandas que se destacam sempre são as que cantam em inglês, Krisiun, Sepultura, Angra! No cenário underground, as minhas referências são as bandas de Hardcore como Worst, Sujera, DPR, Manifesto, entre outras!

 

 

Recentemente vocês lançaram um videoclipe para a música ‘A 7Palmos’ e vem sendo muito elogiado. Contem pra gente sobre a importância das produções digitais em época de pandemia e como a ausência de shows tem impactado a produção musical da  banda

Cara, quem viveu a época de noventa sabe quanto importante foi a MTV com a exibição de videoclipes, isso mostra que a performance da banda, mesmo que editada, chama a atenção e chega com grande facilidade à audiência, claro, nos dias de hoje, para todo mundo! O videoclipe de ‘A 7 PALMOS’, assim como todos os outros vídeo da banda, têm a finalidade de alcançar pessoas no mundo inteiro e que não têm a oportunidade de nos ver ao vivo! 

 

 

 

Indiquem 5 bandas de Hardcore nacionais que vocês ouvem e recomendam

Cara, Hardcore mesmo são poucas, tem Sujera, Worst, DPR e Manifesto que mais chegam perto de Hardcore. Agora, quem mais representa a ideia de Hardcore é Hatebreed, banda oriunda de New Haven, Connecticut, Estados Unidos que, na minha opinião, é a cara do Hardcore pesado!

 

 

Anguere lança seu terceiro álbum e concede entrevista exclusiva
Anguere

 

 

Obrigado pela atenção e esse espaço é de vocês. Deixem contatos e as considerações finais

Quero agradecer pelo espaço e pela oportunidade de falar um pouco sobre a banda, apresentar nosso trabalho, que fazemos com pouco apoio e muita raça, agradecer ao pessoal que vem nos acompanhando, agradecer aos meus parceiros de banda e convidar a todos a conhecer nosso trabalho e desejar uma longa vida com sabedoria e humildade a todos! ANGUERE BRAZILIAN HARDCORE WORLDWIDE.

 

Ouça o álbum completo ‘Descrença”;

 

 


Serviço:

Site e redes da Anguere

O Thiago Soares, vocal da banda, foi quem respondeu às perguntas, todas elaboradas pelo Dhiego Rodrigues e texto checado, editado e revisado por Elizabeth Del Nero.

Enviar música para a Rádio Expedição CoMMúsica

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: