Conta Comigo • Multiverso

Conta Comigo • Multiverso

 

Um poema de Michele Fernandes

 

Fecho os olhos

e sinto um Big Bang me abrir

Meu corpo estelar

se revela supernova

Sou brilho intenso

radioativo

Matéria escura

em colisão ao infinito

Malho espaço-tempo

Vou estrelas

meteoros nebulosas

Me pulso

em pulsares

Me cosmo

em eterna expansão

Por raios infra ultra

violentos

Me faço planetas

águas terras vidas

Corpo de carbono

em mente nebulosa

Sou poeira que se fecha

em Big Crunch

Meus olhos se abrem.

 

Há pratos sujos na pia e hoje é dia de faxina.

 

Seja um colunista no portal da Expedição CoMMúsica
Michele Fernandes

 


Texto anterior de Michele Fernandes

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: