Juann Acosta • Rio Grande do Sul

Juann Acosta • Rio Grande do Sul

 

Músico nascido em Porto Alegre em 1982, tem no seu currículo uma série de participações em projetos musicais do underground gaúcho desde os anos 2000, tocando ao lado de Marcelo Birck, Plato Divorak, Baby Budas e Plástico Vintage.

Entre novos sons e remasterizações de músicas ainda não distribuídas oficialmente nas plataformas de música, vale a pena conferir também, o videoclipe, produzido, editado e dirigido pela cineasta Biah Werther, da produtora Cinema8ito, está disponível no canal oficial do Juann Acosta no Youtube.

Além de músico, Juann é professor, tradutor, apresentador de rádio e formado em Letras com especialização em Tradução e Tecnologia. Mestre e Doutorando em Tradução pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Atualmente pesquisa a tradução poética de Oscar Wilde e poesia traduzida em audiovisual no canal “Outras Rimas”.

Sobre Breathe on Dirty Masks

A composição nasceu em estúdio junto com Felipe Bocchese (baixo) e a letra em parceria com Luis Volkweis (guitarra base). A gravação também conta com os teclados, bateria e percussão de Pedro Petracco, além da guitarra solo de Gabriel Guedes. A produção foi feita por Rafael Siqueira (que também gravou guitarras base) e foi gravada nos estúdios Dub e RR44.

 

Juann Acosta • Rio Grande do Sul
Juann Acosta • Rio Grande do Sul

“A letra é uma maneira de trazer ao ouvinte em língua inglesa um pouco do panorama de como a pandemia vem sendo tratada no Brasil, um verdadeiro descaso daqueles que deveriam dar o exemplo ao povo que tanto padece com esse vírus”, comenta Juann sobre o tema da música.

O pré-lançamento foi feito de uma maneira bem do jeito de, Juann Acosta publicou uma série de micro textos, em seu perfil pessoal do Instagram @acostajuann, textos este que ele batizou de fragmentos. Contando, revelando ou descrevendo as etapas do processo, desde a elaboração da composição, do nascimento da obra como ele se inspirou, como ela foi composta e construída vale a pena conferir, vamos deixar abaixo o primeiro post desta série mas, acho que depois de ler o primeiro você vai querer conferir o restante.

Fragmentos:

“Quis fazer um som simples com uma leve pegada no blues. Entrei em estúdio com minha guitarra e o Felipe Bocchese me acompanhou na batera (na gravação ele acabou gravando baixo). Fomos criando camadas de batidas e riffs bem espontâneos enquanto eu ia cantarolando algumas melodias.”

Discografia:

Amanhã Talvez Single  (2013)

Inverno Remasterizado EP (2013/2021)

Ode à Mosca Arrependida Single (2021)

Ode À Mosca Arrependida (Videoclipe 2021)

Breathe On Dirty Masks Single (2021)

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: