Luiz Oliveira lança o álbum Ohana

Luiz Oliveira lança o álbum Ohana

Luiz Oliveira, exímio guitarrista da baixada Santista e atualmente uma das grandes referências no instrumento, lançou “Ohana”, seu conceitual e eclético álbum como guitarrista solo, dia 30 de abril em todas as plataformas de streaming.

Capa – Ohana.
Esse trabalho nasceu do despertar dos sentimentos de paternidade do músico, passeando pelas harmonias do Jazz, Fusion, das sutilezas da música brasileira unindo-se com à energia e a complexidade das improvisações do Blues e Rock.
“Ohana”, termo havaiano que significa família (englobando não só os laços de parentesco, como também aqueles através de nossas escolhas, todos cooperando entre si e remetendo à ideia de uma tribo), possui 9 faixas com temática inspirada nos grandes álbuns do Rock Progressivo mundial.
Totalmente voltado à família, cada uma das faixas é dedicada a um determinado estudo musical, como por exemplo técnicas híbridas, afinação DADGAD, fingerstyle, palhetada híbrida e a incorporação do ‘Melting Guitar’, técnica desenvolvida pelo próprio músico.
Juntando-se a isso, “Ohana” apresenta harmonias desafiadoras e intrincadas, muitas improvisações e intenções sonoras que convidam o ouvinte a uma jornada musical que, sem dúvida nenhuma, o transforma no trabalho mais emocional e ambicioso de Luiz Oliveira em termos de desafios musicais.
Cheios de riffs, grooves, harmonias e solos esbanjando técnica, propõe uma fusão de muitos estilos musicais sem perder sua identidade sonora.

“Cada música de “Ohana” é para uma pessoa que está no meu coração. Acho que esse trabalho tem uma missão e uma mensagem para os dias atuais que é de mostrar como o amor pode vencer tudo. É uma história real e sinto que pode ajudar muitas pessoas neste momento em que vivemos”, afirma Luiz Oliveira.
Produzido por Caio Fernandes (Cabeção Music), conta com participações de grandes músicos do Brasil, como por exemplo Mozart Mello, Michel Leme, Mauro Hector, Zuzo Moussawer, entre outros. Já foi elogiado por outros grandes nomes como Faíska, Celso Pixinga e até pelo mito americano das 6 cordas, Jason Becker.
“Ohana” foi lançado em 2021 e foi previamente distribuído em CD físico através do selo Die Hard Records, mas somente agora, um ano após o lançamento, chega às plataformas digitais de streaming.
Assista “Síria St. (The Konnakol Song)” em:

Produção, Script e direção do vídeo por Gabriel Panza e Fran Matos
Filmagem e edição por Gabriel Panza (Estúdio Wave – Santos/SP)
Luiz Oliveira – Guitarra e Vozes Konnakol
Bruno Conde – Violão de Nylon
Caio Fernandes – Baixo, bateria, outros arranjos e produção
“Essa é a música mais insana do álbum “Ohana”, onde coloco elementos diversos que passeiam por várias culturas e sonoridades como por exemplo, Rock, Baião, Samba (com o violão incrível de Bruno Conde) até música indiana, representada pela técnica de solfejo chamada KONNOKOL. Foi inspirada na obra de John McLaughlin e Selvagensh, bem como estudos com o mestre Mozart Mello, onde encontrei a sonoridade que queria e fiz dessa música uma parte importantíssima do álbum: a valorização da diversidade, da pluralidade, do respeito, da aceitação do novo e da mistura resultante de ouvir o outro! Ela traz o tema da amizade e, por conta disso, convidei amigos de juventude que frequentavam a Rua Síria, no bairro da cidade onde moro, São Vicente/SP. Tínhamos lá funkeiros, metaleiros, jazzistas, umbandistas, evangélicos e todo mundo vivia em perfeita harmonia. Tão plena que nunca nenhum assunto divergente era sequer cogitado. Eram somente sorrisos e diversão, tempos diferentes dos que temos atualmente. Por conta disso que essa música é tão importante para mim, pois representa a união, nos focarmos em algo que nos une e não segrega. Hoje, vejo isso com mais clareza ainda”, comentou Luiz Oliveira.
Assista “Last Summer Night” em:

 

Produção, Script e direção do vídeo por Gabriel Panza e Fran Matos
Filmagem e edição por Gabriel Panza (Estúdio Wave – Santos/SP)
Luiz Oliveira – Guitarra
Caio Fernandes – Baixo, bateria, outros arranjos e produção

“Essa faixa é a balada do CD. Representa o momento nebuloso que é não saber o que vai acontecer, com perguntas e dúvidas em nossas cabeças se um dia seriam atendidos. É uma música que surgiu como uma resposta a uma viagem de trem, onde eu pego minha esposa olhando para o nada, Viajando em seus pensamentos após anos de uma luta particular. Após algum tempo, encontrei a filmagem desse passeio e a música simplesmente começou a se desenhar, como uma trilha sonora daquele momento. Anos atrás, pedimos em oração para a Santa Terezinha das Rosas a bênção de nos tornarmos uma família de 3. Um belo dia encontrei a merendeira da escola que eu estudava quando criança e ganhei uma rosa amarela! Na hora soube o que estava por vir. Para o videoclipe, Gabriel Panza captou toda a história por trás da música e com uma sensibilidade incrível dividiu-o em duas partes distintas!”, finalizou Luiz Oliveira.

Luiz Oliveira

Luiz Oliveira iniciou sua carreira artística no início dos anos 2000, com destaque para o grupo de Rock Progressivo Metal Jam, conquistando notoriedade em importantes veículos de comunicação e na crítica especializada do Brasil e exterior com álbuns sendo distribuídos em cinco países diferentes.

Durante sua carreira de quase duas décadas, dividiu palco com grandes nomes da música instrumental e do meio Rock e Metal nacional, como Edu Falaschi, Mozart Mello, Michel Leme, Zuzo Moussawer, Cacá Barros, Cristopher Clark, Mauro Hector, Maestrick, Dani Varani (substituindo Edu Ardanuy), entre outros. Além de receber elogios de grandes nomes da música mundial, como por exemplo Jason Becker (em sua própria página do Facebook) e Michael Angelo Batio, esse último em um evento na qual Luiz fez a abertura.

Fundador do Instituto Luiz Oliveira Guitar Team, atua como professor de música há mais de 15 anos, sendo responsável pela formação de inúmeros músicos da baixada santista, incluindo professores do próprio instituto. Foi responsável pela trilha sonora da encenação da Fundação da Vila de São Vicente (2012), considerado o maior evento teatral em areia de praia do mundo, contando com um grupo de cerca de mil atores e que foi estrelada por grandes nomes da dramaturgia brasileira, como Francisco Cuoco, Humberto Martins, Alexandre Borges, Werner Schunemann, Julia Lemmertz, Cecil Thiré, Isadora Ribeiro, Ney Latorraca, Luigi Baricelli, Bianca Rinaldi, Ary Fontoura, entre outros.

Para fãs de: Jason Becker, Joe Satriani, Ritchie Blackmore (ex-Deep Purple, Rainbow, Blackmore’s Night), Steve Vai, John Petrucci (Dream Theater), Joe Bonamassa, Michael Angelo Batio, Kiko Loureiro (ex-Angra, Megadeth), Steve Hackett (Genesis), Eduardo Ardanuy (ex-Dr. Sin, Sinistra), Pepeu Gomes, Luís Carlini, Robertinho do Recife, etc


Serviço:
Adquira o CD físico “Ohana” em:
Com informações da JZPress

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: