Movimento Hip Hop cobra o poder público de SP

Movimento Hip Hop cobra o poder público de SP

Por Marcelo Kurts

Na última segunda, 09 de maio, pessoas ligadas ao Hip Hop paulistano estiveram na Câmara Municipal de São Paulo num encontro com o vereador Antônio Donato (PT) para reivindicações ligadas ao mês do Hip Hop e casas do Hip Hop distribuídas pela capital.

 

Movimento Hip Hop cobra o poder público de SP
Reunião na Câmara Municipal de São Paulo sobre diretrizes do Mês do Hip Hop

 

Entre as insatisfações foram pautadas a forma na qual o mês do Hip Hop está sendo conduzido, impossibilitando os jovens de participarem do processo de inscrição caracterizado por edital, além de se sentirem excluídos, pois a maneira imposta pela Secretaria de Cultura visa favorecer aos artistas renomados.

Na reunião ocorrida com o vereador petista, ficou definida a criação de uma comissão para que esses jovens sejam atendidos pela secretária de Cultura Aline Torres e pelo dito representante do Hip Hop, Marcelo Gugu (do qual nunca ouvi falar).

Caso se neguem a atender a comissão de Hip Hop, Donato disse que tanto Aline quanto Gugu podem ser convocados legalmente pela Câmara para que haja uma reunião com o movimento Hip Hop.

Entre os participantes da reunião estiveram Ylsão Negredo, Nelson Triunfo, DJ Kurts, João Bazílio e Li Oliveira (Ibotirama Records), Duque R, B.Boy Khally, Casimiro Oitenta, Isa Alexandre, Salvador Manuca (DRR Posse), Jota B (NSN), Manoval, Rooney Yo Yo (São Bento Força Break), 2 DaNorte, Mikaela Saymon, Gudogueto, Meire, DJ Fox, Bizik Preto B entre outros.

 

Reunião na Câmara Municipal de São Paulo sobre diretrizes do Mês do Hip Hop

 

O grupo se responsabilizou em fazer um documento para apresentar na possível reunião com o poder público que poderá ocorrer em breve.

Texto anterior de Marcelo Kurts

Movimento Hip Hop cobra o poder público de SP, por Marcelo Kurts, em sua coluna semanal, a Estação Black.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: