A Ópera Rock de Gabriels

A Ópera Rock de Gabriels

Gabriels é tecladista e pianista, formado em música clássica, professor, ator e colabora em diversos veículos independentes, escrevendo sobre música . Seu  último lançamento é a ópera rock Dragonblood

Dragonblood é um álbum conceitual composto por 14 faixas em que o romance epistolar do irlandês Bram Stocker, Drácula, é narrado a partir do ponto de vista do artista. Todas as letras e composições são de Gabriels e as participações especiais refletem o apuro para a composição do trabalho final.

 

Capa CD Dragonblood, de Gabriels

 

O lançamento do álbum nas plataformas de streaming está previsto para 06/05 e estará em pré-lançamento no programa de rádio Sons da Resistência #39 do dia 27/05 aqui, pela rádio Expedição CoMMúsica.

Faixas:

  1. I’m a Dragon
  2. Mina’s nightmare
  3. Hypnosis
  4. In The Dragon’s Castle
  5. Mina’s Destiny
  6. Van Helsing Entrance
  7. Dragonblood
  8. My Master
  9. It Lives in Transylvania
  10. Marching to the Castle
  11. Vampire’s Den
  12. An Impossible Love
  13. Nameless
  14. Your Time is Up

 

A Ópera Rock Dragonblood

 

O conceito da Ópera Rock Dragonblood é homenagear a obra literária considerada a mais relevante no universo gótico e vampiresco: Drácula, de Bram Stocker, de 1987.

A narrativa literária presente no livro de Stocker retrata o conhecimento do universo dos vampiros pelo advogado Jonathan Harker, que vai em auxílio do protagonista, o Conde Drácula, para uma transação imobiliária na Transilvânia. Drácula faz de Harker seu prisioneiro e a história segue, com romance, perdas e um final reparador, centrado num tempo presente. Toda a história é contada por cartas, o que olhe confere um ar de veracidade e comprometimento com o narrado.

 

Personagens de Dragonblood:

Vladislaus Dracula, por Leandro Cacoilo (Eterna, Viper, Caravellus)

Jonathan Harker, por Wild Steel (Shadows of Steel, Wild Steel)

Mina, por Chiara Petrelli

Lucy, por Caterina Nix (Chaos Magic)

Van Helsing, por Dave Dell’Orto (Drakkar)

Dottor Seaward, por Antonio Pecere

Renfield, por Val Shieldon (Twilight Zone)

 

Participações:

Gabriels: todos os teclados, arranjos, músicas e letras 

Glauber Oliveira (Caravellus): guitarras, nas faixas 1, 2 e 7  

Niklas Johansson (Tungsten): guitarras, nas faixas 9 e 12 

Andrew Spane (Shadows of Steel): guitarras, nas faixas 5 e 11

Patrick Fisichella: guitarras, nas faixas 6 e 14

Giuseppe Seminara (Steel Raiser): guitarras, na faixa 3

Francesco Corapi (Vivaldi Metal Project): guitarras, na faixa 8

Frank Campese (Chronosfear): guitarras, nas faixas 4, 10 e 13

Fabio Zunino (Shadows of Steel): baixo

Mike Vader: bateria

 

Coro:

Chiara Petrelli: Soprano

Tiziana Filiti: Meio-soprano e Contralto

Silvia Pianezzola: Meio-soprano e Contralto

Federico Impalà: Tenor e Barítono 

Tiziano Passantino: Baixo

 

Convidados Especiais:

Mistheria: Sintetizador solo, na faixa 6 

Sara Ember: Violino, na faixa 5

Francesca Formisano: Violoncelo, na faixa 5

Styx Synthmonster: Órgão, na faixa 12

 

 

Para conhecer o trabalho de Gabriels, indicamos o videoclipe Seven Stars, filmado na cidade fortificada do castelo de Milazzo e na área de proteção ambiental do lago Marinello, Itália:

 

 

Sobre a formação musical de Gabriels:

Gabriels é um pianista/tecladista e compositor italiano com formação Clássica/Sinfônica e Metal. Entre seus trabalhos, a Ópera Rock “Prophecy”, com Mark Boals nos vocais e performances ao vivo com Fabio Lione.

Gabriels foi educado pelo pai desde cedo para estudar piano; entre seus professores, Salvatore Calafato, Olivia Carauddo, mas é com a Prof. Antonietta Salpietro que chega ao primeiro grau no Conservatório de Música A. Corelli, em Messina.

Seus interesses também percorrem a voz e a fonologia e frequentou diversos cursos. Paralelamente aos estudos clássicos, também é dedicado ao Rock, Blues e Metal.

Colaborou com um web-zine de Metal (www.metallizzed.it) que também trata de Música Clássica, escrevendo resenhas e artigos. Colabora com associações, escolas de dança e música, realizando atividades de ensino e performance (como “Sicilia Danza”, “A Alma da Música” dos Mestres Fabio e Ivan Lazzara. É proprietário da “Soundimension Records”, Estúdio de Gravação / Música Escola localizada em Milazzo (ME).

 

Comuna de Milazzo, na Sicília

 

Discografia/Discography:

Solista/Solist:

Gabriels & Alex: “Non dirmi addio” 2009 (Leggera Italiana, Self Produced)

Gabriels: “Call me” Single 2009 (Rock, Self Produced)

Gabriels: “The legend of a Prince” 2010 (Rock-Opera Self Produced)

Gabriels: “The enchanted wood” 2010 (Elettroacustica, Self Produced)

Gabriels: “Prophecy” 2013 (Rock-Opera, Indipendence Records)

Gabriels: “Black Gate” Single 2014 (Power Metal, Indipendence Records)

Gabriels: “Fist of the Seven Stars Act 1” Fist of Steel 2016 (Rock-opera, Diamonds Prod.)

Gabriels: “Over the Olympus” Concerto for Synthesizer and Orchestra in D Minor Op. 1 2017 (Diamonds Prod.)

Gabriels: “Fist of the seven stars act 2” Hokuto Brothers 2018 (Rock Opera, Rockshots Records)

Gabriels: “Fist of the seven stars act 3” Nanto Chaos 2020 (Rock Opera, Diamonds Prod.)

Gabriels: “Dragonblood” The damned Melodies (Coming soon…2022)

Bands:

Denied: “Seven Stars” 2010 (Power Metal, Self Produced)

Metaphysics: “Beyond the Nightfall” 2012 (Prog Metal, SG Records)

Platens: “Out of the world” 2014 (AOR, MelodicRock Records)

Platens: “…of Poetry and Silent Mastery” 2021 (AOR, Art of melody and BM Records)

As Guest:

Antonio Pantano: “Arcandia” 2014 (Metal-Opera, Self Produced)

Drakkar: “Run with the Wolf” 2015 (Power Metal, My Kingdom Music)

Vivaldi Metal Project: “The Four Seasons” 2016 (Symphonic Metal, Pride and Joy Music)

Fabiano Andreacchio: “Living de Groove” 2016 (Electronic Metal, Sliptrick Records)

Deshody: “89th” 2016 (Hard Rock, Self-Produced) 

Aldaria: “Land of light” 2017 (Power Metal, Pride and Joy Music)

Choirs of Veritas: “I am the way, the truth and the life”  2017 (Symphonic Metal, Underground Symphony)

Tommy Vitaly: “Indivisble” 2017 (Classical Metal, SG Records)

Preludio Ancestral: “Oblivion” 2018 (Fighter Records)

Beto Vazquez’ Infinity: “Humanity” 2018 (Sleaszy Rider Records)

Iliour Griften’s Heaven Denies: “The essence of power Pt.1” 2019 (Infinite Records)

Steel Raiser: “Acciaio” 2019 (Iron Shield Records)

Songs from black spirit: “I am who I am” 2019 (Sliptrick Records)

Stratofortress: “Anthems of the World” 2021 (Elevate Records)

Vivaldi Metal Project: “EpiClassica” (Coming soon…2022)

 


 

Por: Elizabeth Del Nero, com informações da Infinity Heavy

Referências: Stocker, B. Drácula. Pandorga Editora: São Paulo, 2019.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: