Rock na Lavanderia marca o underground pela crítica contemporânea

Rock na Lavanderia marca o underground pela crítica contemporânea

Rock na Lavanderia marca o underground pela crítica contemporânea e engajada politicamente. A banda de Florianópolis participa do programa de rádio Sons da Resistência nas edições #38, #39, #40 e #41.

Por: Elizabeth Del Nero         Fonte: Rock na Lavanderia

 

Rock na Lavanderia 

Rock na Lavanderia é uma banda de rock alternativo de Florianópolis (SC) que iniciou ensaios musicais no ano de 2016. É formada pelos músicos Izo (voz e guitarra); Kaio (baixo); Marcelo (bateria, percussão e voz) e Sidnei (guitarra e teclado).

 

Rock na Lavanderia

 

A estética musical do grupo é influenciada por diversos sub-gêneros do rock, tais como: rock alternativo, progressivo, punk e grunge, além de musicalidades latinas, tais como músicas brasileiras e de outros países das Américas.

Desde 2018, a banda passou a se apresentar em bares e festas no sul da Ilha de Santa Catarina e, em fevereiro de 2020, participou de seu primeiro festival, fechando a noite da primeira edição do Festival Woodscosta, no qual também se apresentaram a Banda de Pífanos da Armação, Flora Marginal e Marcelo Portela (Pirambeira).

 

 

A pandemia e a necessidade de reclusão deixou à flor da pele a urgência de expressão, o que concretizou a faceta autoral da banda. Aos poucos, e de forma coletiva, as composições e os arranjos foram amadurecendo e se transformando, caminhando para uma musicalidade própria. Entre 2020 e 2021, foram cinco singles lançados e dois clipes; e agora, em abril de 2022, acaba de ser lançado o primeiro EP, o RnL. 

 

 

O RnL, além de ser uma apresentação da banda, expressa no nome do álbum e tem como cerne a manifestação engajada de crítica social do mundo contemporâneo. Este é o mote que atravessa as quatro faixas do EP,  já explicitado nas letras das canções, tais como:

Genocidal Biker [Motociclista Genocida], aludindo às motociatas e suas relações históricas com modos de governos fascistas;

No Justice No Peace [Sem Justiça Sem Paz] e

Power to the People/Power is the People [Poder para o Povo/O Poder é o Povo], lemas da luta anti-racista.

Já na faixa Hope Returns, a banda traz a ideia de que as lutas sociais também suscitam algum alento em tempos tão sombrios, apontando para a esperança – sem espera passiva – por mudanças sociopolíticas que possam proporcionar dias melhores, com a superação da política do desafeto. “Love will be stronger tomorrow. Hope Returns” [O amor será forte amanhã. A esperança retornou].

O EP teve a especificidade de ser um esforço coletivo, porém, restrito aos quatro integrantes da banda. Todos os processos (composições, arranjos, gravações – em homestudio, no sul da Ilha em Floripa -, mixagens, masterizações, registros de autoria e fonograma, produção gráfica e divulgação) foram distribuídos entre os membros da banda, de acordo com os conhecimentos de cada um. Apesar de conscientes das limitações técnicas e de outras possibilidades enriquecedoras para o resultado final, a banda escolheu levar a sério o lema Punk “do it yourself” (faça você mesmo), priorizando os fazeres e a expressão artística, ao invés de deixar pra depois por falta de recursos para uma produção mais apurada. Portanto, a banda toma para si uma sonoridade crua, assumindo-a também como parte da expressão estética. Vale ressaltar ainda que o disco conta com participações especiais das cantoras Laura Castillo, Jussara D’ambrosio e Vanessa Ibrahim, no coro da faixa Power is the People.

O perfil politicamente engajado da banda se deve em grande medida, pelo fato de três dos quatro integrantes serem, além de músicos, Cientistas Sociais, sendo dois mestres e um doutor em Antropologia. O grupo é complementado pelo quarto membro, que atua também como Luthier de instrumentos acústicos de música clássica.

Rock na Lavanderia é formada por: Izo (voz e guitarra); Kaio (baixo); Marcelo (bateria, percussão e voz) e Sidnei (guitarra e teclado). Além de estarem focados na volta de ensaios para apresentações e na divulgação do último trabalho lançado, os músicos já preparam novos projetos – alguns com arranjos e primeiras gravações já realizadas – para lançamento em breve, incluindo participações especiais.

Para mais informações, acompanhe as redes sociais do Rock na Lavanderia ou entre em contato pelo Direct Instagram.

3 thoughts on “Rock na Lavanderia marca o underground pela crítica contemporânea

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: