The Silverblack finaliza o quinto álbum de estúdio

The Silverblack finaliza o quinto álbum de estúdio com Burton C. Bell como convidado

The Silverblack finaliza o quinto álbum de estúdio, ‘Judgement’, sendo o oitavo nos quase 10 anos de carreira, desde 2014. 

Por: Elizabeth Del Nero          Fonte: Assessoria de comunicação

 

The Silverblack finaliza o quinto álbum de estúdio
Capa de ‘Judgement’, The Silverblack

 

Trazido à vida pelas mentes tortuosas do multi-instrumentista e produtor Alessio NeroArgento e do vocalista Claudio Ravinale (Infernalizer, Disarmonia Mundi), The Silverblack é uma criatura do metal industrial que rapidamente desenvolveu seu próprio som malicioso, cuspindo faixas extremamente cativantes, principalmente no teclado – impulsionado e apoiado por uma ampla gama de vocais (de vozes profundas góticas a gritos de death metal extremamente irados), apresentando passagens afiadas e agressivas e momentos mais atmosféricos e misteriosos.

O quinto álbum de estúdio da banda, “Judgment”,  já está disponível a partir de 10 de junho pela editora alemã darkTunes e marca uma evolução substancial na sonoridade da banda, apostando mais na agressividade e no peso quando comparado com os seus discos anteriores, sem esquecer a habitual dose de ganchos cativantes e melodias assombrosas pelas quais a banda já é conhecida.

Hoje, em apoio ao álbum, eles também estão compartilhando seu último videoclipe para a faixa-título do álbum, que apresenta vocais convidados do pioneiro do metal industrial e ex-vocalista do Fear Factory, Burton C. Bell.

 

Falando sobre a prestigiosa colaboração, a banda declarou:

“Fazer participações é muito comum hoje em dia, mas queríamos que isso fosse muito especial e significativo. Consideramos este álbum o culminar de um processo que começamos há alguns anos com o primeiro disco: no começo, não sabíamos onde queríamos ir, musicalmente falando, então simplesmente desenvolvemos e evoluímos nosso estilo ano após ano, álbum após álbum. Tem sido um processo natural: assim que terminamos este álbum, entendemos que era isso que queríamos fazer desde o início da banda e para colocar a cereja do bolo proverbial decidimos recrutar um cantor que com sua banda começou esse tipo de música em primeiro lugar. O tom de Burton é único: ele é a voz do metal industrial e não estaríamos aqui tocando esse tipo de música se não fosse por bandas como Fear Factory que quebraram fronteiras dentro de estilos e abrindo caminho para o que veio a seguir, então, tê-lo em nosso álbum é realmente uma honra e uma experiência única. A música para um nível totalmente novo e (nós) mal posso esperar para que as pessoas ouçam”.

 

The Silverblack

 

Sobre o álbum:

A pulsante faixa-título abre o álbum com seu ritmo esmagador e atmosferas cinematográficas com vocais convidados de ninguém menos que o icônico ex-vocalista do Fear Factory, Burton C. Bell, oferece uma performance incrivelmente forte e inspirada, presenteando a música com um refrão incrível. A faixa-título é rapidamente seguida por outros dois raivosos: “Punishment” e “A Lifetime Ago”. Ambas as faixas atingem o ouvinte com força, equilibrando partes agressivas com momentos mais melódicos, escritas com o objetivo claro de serem absolutas ao vivo, essas duas músicas representam exatamente onde a banda se sente confortável no momento.

“Chasing Ghosts” traz de volta alguns elementos góticos ao som da banda, com Infernalizer (nascido Claudio Ravinale, também conhecido por ser o vocalista dos veteranos do death metal melódico Disarmonia Mundi, com o vocalista do Soilwork Speed ​​Strid entre suas fileiras) mudando do vocais ásperos e crescentes exibidos nas faixas anteriores para uma voz profunda na vibe de Type O Negative e Moonspell. O seguinte “Sometimes They Come Back” apresenta um ataque aggrotech intransigente parcialmente mitigado pelo refrão cativante do multi-instrumentista NeroArgento, que também é responsável por todos os vocais melódicos do álbum, além de gravar e produzir todos os instrumentos e o próprio álbum.

“Chrysalis” se desenvolve em um interlúdio de metal industrial que muda de forma antes do ataque sombrio de “Damaged” atingir o ouvinte direto na cara com seus vocais ferozes, sintetizadores cibernéticos e seção rítmica esmagadora. “Nocturne” é provavelmente o momento mais leve de todo o álbum, com pesadas influências de ondas retrô, vocais góticos teatrais e um grande refrão, enquanto “Reality Check” bate forte novamente com seu ataque retumbante.

“One Last Nail” oferece o último punhado de chutes de metal industrial na cara apoiados por um groove mais influenciado pelo rock ‘n’ roll antes da melancolia desamparada da quase balada “Into Null” fechar o que pode ser considerado o mais sombrio e pesado” The Silverblack” até o momento.

 

Serviço:

Álbum Digital – https://bfan.link/judgment​

Álbum Físico – https://darkmerch.com/thesilverblack​

Faixas:
1. Judgment (feat. Burton C. Bell)
2. Punishment
3. A Lifetime Ago
4. Chasing Ghosts
5. Sometimes They Come Back
6. Chrysalis
7. Damaged
8. Nocturne
9. Reality Check
10. One Last Nail
11. Into Null

Créditos:

Gravação, produção e arranjos:  Aexeron Studio by NeroArgento Music

Instruments e vocais únicos: NeroArgento
Letras e vocais: Infernalizer
Arte da capa: “Ares Falls”, por Leidbild Design
Selo: DarkTunes Music Group

Discography:
2014 – The Silverblack
2015 – The Grand Turmoil
2016 – The Silverblack (re-worked version)
2017 – The Industrial Chapters EP / Alone
2018 – Rain On A Wedding Day
2019 – Prototype 6:17
2020 – Lullabies For The Departed (Chapter I)
2022 – Judgment

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: