Oak, Ash and Thorn e o álbum ‘To Gaze On Stars of Frost’

Oak, Ash and Thorn e o álbum ‘To Gaze On Stars of Frost’

Oak, Ash and Thorn e o álbum ‘To Gaze On Stars of Frost’. Oak, Ash e Thorn, das montanhas do Colorado (EUA) recriam contos épicos ambientados no death metal melódico desde 2018. Eles lançaram seu segundo álbum “To Gaze On Stars of Frost” e agora têm um videoclipe para o single ‘Praise Unto the Immortals‘.

Por: Elizabeth Del Nero          Fonte: Assessoria de comunicação

 

Oak, Ash and Thorn e o álbum 'To Gaze On Stars of Frost'

 

São Paulo, 29 de julho de 2022 – O EP foi bem recebido por ouvintes de todo o mundo que apreciaram os solos de guitarra crescentes, vocais harmonizados e a maturidade que a banda desenvolveu desde seu esforço anterior. Eles explicam como sua música continua a melhorar:

“O EP é muito especial e muito significativo para todos nós do Oak, Ash & Thorn. Ele representa o ponto culminante da primeira era desta banda, as três primeiras faixas sendo gravações e reformulações de algumas de nossas primeiras músicas. Serve para marcar nosso caminho, com nossas primeiras incursões em harmonias vocais e um solo de guitarra seriamente ardente em “Suspended and Frozen”, cortesia de Fabian Jiru (Trollfest/Fleshmeadow). O assunto para a maioria dessas músicas, entretanto, é intensamente pessoal para Adam, o vocalista/letrista, lidando com a morte de seu pai, isolamento/vício e desgosto, tudo através das lentes da metáfora pagã. A música reflete isso, e é mais sombria no geral do que ‘May Every Altar Linger’. Continuamos enraizados no black/death metal melódico, mas há mais dinâmicas em exibição aqui, mais sombras, e sentimos que essas gravações são uma destilação de nossa essência musical, sobre o que sempre fomos e para onde estamos indo .”

 

Liricamente, “To Gaze On Stars of Frost” é sobre os antigos deuses, os ancestrais e as lutas que acompanham o ser humano. Musicalmente é muito melódico com harmonias de três partes e muitas batidas explosivas. Um grupo formidável, Oak, Ash e Thorn se destacam do pacote com a bateria pouco ortodoxa de Cierra White, os vocais limpos e rosnados duplos de Adam Armstrong e as camadas de cordas entrelaçadas de Erik Hoffman e Jason Harding. O single “Praise to the Immortals” é sobre os velhos deuses do mundo: os elementos. Terra, ar, fogo e água, e todas as suas muitas formas. Musicalmente, invoca sentimentos de nostalgia e saudade, em camadas com uma dose saudável de agressão.

O álbum foi produzido, mixado e masterizado por Fabian Jiru (Trollfest/Fleshmeadow) que também faz um solo na faixa “Suspended and Frozen”. A arte do álbum foi feita por Adam Armstrong.

Únicas e orquestrais, Oak, Ash e Thorn proporcionam uma enxurrada de altos e baixos definidos em uma ampla gama de emoções que são ao mesmo tempo calmantes e inspiradoras para ouvir. Eles são recomendados para fãs de Borknagar, Tyr e Immortal.

 

Oak, Ash and Thorn está no Mapa da Expedição.

Facebook de Oak, Ash and Thorn

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: