Conta Comigo apresenta escritoras para você conhecer

Conta comigo apresenta escritoras para você conhecer

Conta comigo apresenta escritoras para você conhecer. São escritoras nacionais e contemporâneas que você precisa conhecer. Conta Comigo é a coluna semanal de Michele Machado Fernandes na Expedição CoMMúsica.

 

Quem me acompanha no Instagram @contosdesamsara sabe que dedico ao menos uma vez por semana (em geral, às sextas-feiras) um espaço para dar visibilidade a autoras mulheres. Assim, como nesta coluna, falo de escritoras apagadas do cânone, reflito sobre a importância do incentivo à publicação de mulheres e faço indicações de obras produzidas por pessoas do gênero feminino.

Um dos objetivos mais importantes nessas divulgações literárias, no entanto, é indicar autoras vivas e brasileiras. O motivo é simples: fazendo essas mulheres prosperarem em sua arte, garantimos não apenas seu espaço no âmbito da literatura, mas a abertura de portas para mais e mais escritoras.

Felizmente, muitas já conseguiram se posicionar no cenário literário contemporâneo. Grandes escritoras despontam na atualidade como Conceição Evaristo, Aline Bei, Maria Valéria Rezende (clique aqui para ler sobre a autora), Ana Paula Maia, Aline Valek, Natália Borges Polesso, Jarid Arraes e Monique Malcher, apenas para citar alguns nomes de mulheres que driblaram o machismo incutido na literatura e conseguiram se colocar em grandes editoras e/ou vencer concursos de prestígio.

Isso é maravilhoso, principalmente se avaliarmos a multiplicidade de lugares de fala que encontramos nessa breve lista. Temos representantes de diferentes faixas etárias, orientações sexuais e etnias. Se ser mulher já é motivo para apagamento, talvez por isso esse momento histórico que agora vivenciamos, em que se luta por visibilidade e aceitação de todas as minorias representativas, venha na forma de uma explosão de olhares, onde se arma uma verdadeira constelação de diferentes sistemas igualmente prontos para brilharem em nossa literatura.

No entanto, neste artigo, vou salientar nomes que ainda cavam seus espaços no mercado editorial. São mulheres em plena atividade, de diversas partes do país, com obras de importância social e teor literário, que se posicionam, que mostram seus pontos de vista e que vieram para deixar sua marca.

Vamos à lista de obras publicadas por escritoras nacionais contemporâneas que você precisa conhecer:

“O Som do Tapa”, de Carla Guerson

Carla Guerson é autora capixaba que vem se destacando tanto por ser idealizadora do Coletivo Escreviventes como por ser dona de uma narrativa impactante com forte ênfase no olhar feminino desmistificado.

Eu apoio que, se é para as mulheres escreverem, que seja contado tudo o que não foi dito até aqui. Carla nos oferece isso, pois em seu livro observamos: o foco narrativo sob a perspectiva feminina, a abordagem do cotidiano da mulher, o destaque para os diversos tipos de violência sofridos pelo gênero feminino, a revelação de desejos oprimidos e a diversidade nos perfis das protagonistas.

A obra foi publicada pela editora Patuá e pode ser adquirida no site: https://www.editorapatua.com.br/produto/253571/o-som-do-tapa-de-carla-guerson

 

“Mero Acaso”, de Elaine Araújo Brito

Elaine Araújo Brito é escritora carioca. “Mero Acaso” foi seu primeiro livro, publicado de forma independente.

Em seus seis contos, a autora toca em assuntos delicados que precisam ser explorados na literatura como relacionamento abusivo, rivalidade feminina, machismo, entre outros. Os homens e mulheres protagonistas estão em um ponto de virada, ou seja, precisam dar a volta por cima em relação a algum fato novo com o qual não estavam preparados para lidar, como reencontrar o ex-namorado depois de sair de um relacionamento desastroso ou de se assumir numa relação homoafetiva, após ter sido criado dentro de uma atmosfera homofóbica.

“Mero Acaso” é um bom exemplo de livro que cutuca feridas sem machucar quem lê e nos faz refletir sem deixar perdermos o sorriso do rosto.

Você pode adquirir a obra na versão física diretamente com a autora, que divulga sua obra pelo Instagram @elaine.escritora, ou na versão digital em: https://amzn.to/3O41dTn.

 

“Rogai por nós”, Lícia Mayra

Lícia Mayra é autora piauiense. Seu livro “Rogai por nós” foi publicado em formato digital na Amazon e está disponível no Kindle Unlimited.

A noite de Natal é o cenário em que se desenrola uma história profunda, sem idealizações, e que desperta nos leitores uma enxurrada de emoções.

Neiva é uma dona de casa, mãe de dois filhos e casada com Genésio. Ela sente que seu lado da família perdeu a união depois da morte de sua mãe e resolveu fazer uma comemoração de Natal nos mesmos moldes que apenas a matriarca sabia fazer. No entanto, cada convidado leva para o encontro não apenas os presentes de Natal, mas também seus conflitos interiores, seus recalques, suas objeções. Tudo acaba vindo à tona durante a noite.

A autora consegue cutucar a fundo a ferida de cada um, trazer questionamentos que vão desde os laços de família, por vezes hipócritas, até uma profunda e necessária discussão sobre saúde mental.

Para ler “Rogai por nós”, clique aqui: https://amzn.to/3Mxpdgn

 

“Cúmplices Insones de Noites Insanas”, de Milena Maria.

Tive o prazer de ter acesso a essa obra antecipadamente por ter feito a leitura crítica e o posfácio e garanto a qualidade. Milena Maria, autora alagoana, fez uma forte campanha de financiamento coletivo pelo Catarse e, graças à colaboração de pessoas que entendem a importância do apoio a novas escritoras, hoje o projeto se torna real.

“Cúmplices Insones de Noites Insanas” é um livro de contos, que, conforme a autora, destrincham as dores humanas. Fala de perdas, de abusos, de segredos, mas também de amor. O tempo também é um ponto de destaque, movimentando as narrativas por meio, sobretudo, de lembranças. As tramas são ecléticas e potentes, com personagens que despertam sentimentos profundos.

O livro pode ser adquirido diretamente com a autora, que divulga seu trabalho literário em seu Instagram @milmarias.escritora.

 

“O Livro da Hipnose ou Estados de Consciência”, de Sílvia Ferreira Lima

Sílvia Ferreira Lima, é paulista e autora de vários livros. Também é professora, artista plástica e colunista aqui na Expedição com Música, coluna Cavando Ideias. “O Livro da Hipnose ou Estados de Consciência” foi publicado pela Voz de Mulher, uma editora que só publica obras de autoria feminina.

A obra traz diversos contos, todos iniciados por uma epígrafe da obra de Hegel, que terá um elo com a narrativa a seguir. A escrita é cativante e íntima, dando ares de que a autora está falando de sua própria família. A representação trazida nas tramas, no entanto, é uma réplica da realidade com todas as suas dores, como as cópias feitas com a matriz que carimbam as superfícies do papel e fazem a imagem se repetir, ilustrando a obra. Em um jogo de claro e escuro, Sílvia revela uma gama de personalidades em diferentes estados de consciência, um conjunto variado de texturas da alma.

Você pode adquirir “O Livro da Hipnose ou Estados de Consciência” por este link: https://www.editoravozdemulher.com.br/product-page/o-livro-da-hipnose.

Escolhi cinco autoras que publicaram seus livros de diferentes formas, mostrando a flexibilidade do mercado editorial no que tange à criatividade (e muito esforço) em se realizar o sonho de lançar sua obra ao mundo.

Assim como Carla, Elaine, Lícia, Milena e Sílvia, outras centenas ou milhares de mulheres escritoras todo dia dão as mãos a fim de obter a força necessária para deixar o seu legado e o melhor jeito de dar força a este movimento é ler suas produções.

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: