Evolução thrash em EP da norueguesa Tonic Breed

Evolução thrash em EP da norueguesa Tonic Breed

Evolução thrash em EP da norueguesa Tonic Breed que lançou em 22 de Julho o ‘Fuel The Fire’, um EP com 4 faixas de puro thrash metal, com toques melódicos e lírica para refletir sobre as ideias de senso comum que costumam ordenar pensamentos e ações. Inclui participações especiais de Dirk Verbeuren (Megadeth), Bernt Jansen (Artch/Wig Wam), Björn Strid (Soilwork), Martin Skriubakken (Endezzma) e Oliver Palotai (Kamelot).

Por: Elizabeth Del Nero          Fonte: Assessoria de comunicação

 

 

Tonic Breed é um grupo de thrash metal da Noruega e liderado por seu fundador, Patrik K. Svendsen. Desde a primeira formação em 2006, o Tonic Breed operou como um contingente completo com toneladas de experiência na comunidade do metal europeu. Após o lançamento de seu álbum de 2018, “Install Memory”, e após 13 anos de mosh, os membros da banda decidiram se separar em 2019, com Patrik K. Svendsen assumindo as rédeas para reinventar a banda para o próximo lançamento, o EP intitulado “Fuel The Fire”, que inclui participações especiais de Dirk Verbeuren (Megadeth), Bernt Jansen (Artch/Wig Wam), Björn Strid (Soilwork), Martin Skriubakken (Endezzma) e Oliver Palotai (Kamelot).

O lançamento de “Fuel the Fire” é um thrash cru e enérgico, com elementos melódicos e groovy. O disco é composto por quatro músicas todas compostas por Svendsen, cada uma com seu toque e som únicos. O EP não decepcionará a base de fãs do Tonic Breed, as músicas são semelhantes ao estilo das gravações anteriores de TB, mas com novos elementos esclarecedores, como a faixa de encerramento do EP “Blood Moon”, uma peça melódica demonstrando algumas composições experimentais de Svendsen.

 

As músicas foram gravadas ao longo de 18 meses com vários engenheiros de som de diferentes países, juntamente com vários músicos convidados. Svendsen explica com mais detalhes a decisão de continuar como uma banda de um homem só e lançar o EP:

“O re-branding do Tonic Breed ganhou vida depois que a formação foi dividida. Todos os outros membros anteriores da banda começaram seus novos projetos em outras bandas, mas eu não tinha o mesmo impulso na época. Eu não tinha, ou nunca desde então, pensei em fazer uma banda completa novamente para fazer shows ao vivo com o Tonic Breed. Ao mesmo tempo, eu tinha algumas músicas inacabadas que queria terminar. Então, depois de um tempo, comecei a agir e continuar meu caminho musical também. As músicas com as quais trabalhei na época eram para um novo projeto. De vez em quando, nessa jornada, eu considerei encerrar oficialmente o Tonic Breed com uma declaração para nossos fãs de tempos em tempos. Você sabe, em vez de apenas desaparecer silenciosamente Então, enquanto isso acontecia em uma parte do meu cérebro, eu prosperava com minhas músicas em outra. Experimentei diferentes imagens e estilos de música (dentro do gênero metal). Eventualmente, também tive a ideia de ter convidados a bordo. Mas, em vez de criar algo novo, já estava algo velho. Pequenos detalhes me fizeram escolher esse caminho. Para não esquecer, foi muito espontâneo. Minha lógica na época era que ao lançar os singles com o nome antigo, a fanbase já estava lá. A música não era muito diferente, afinal. Além disso, me deu motivos para falar sobre os álbuns anteriores e continuar a impulsionar a vida neles. Há muitas razões pelas quais eu penso nessa escolha. Se formos olhar do ponto de vista prático, aprendi que refazer uma marca de uma banda deve ser mais difícil do que começar algo novo. Mas ei, a escolha está feita, e é tarde demais para dar meia-volta agora.”

 

“Fuel the Fire” está disponível em:  Spotify, Apple Music.

 

Lyric Video – Fuel the Fire (4:56) ft. Dirk Verbeuren (Megadeth), Bernt Jansen (Artch/Wig Wam):

 

Faixas:
1. Fuel the Fire (4:56) ft. Dirk Verbeuren (Megadeth), Bernt Jansen (Artch/Wig Wam)
2. No Rocks on the Scotch (4:11) ft. Björn Strid (Soilwork), Martin Skriubakken (Endezzma)
3. H.E. Antagonist (3:43) ft. Oliver Palotai (Kamelot) (guitar solo)
4. Blood Moon (4:07)
EP Length: 16:57

 

Créditos da gravação do EP:
Todas as músicas interpretadas por: Patrik K. Svendsen
Todas as músicas escritas por: Patrik K. Svendsen
Todas as músicas produzidas por: Patrik K. Svendsen
Faixa 1 e 2 Mixado por Patrik Svendsen e Viktor Gullichsen
Faixa 1 e 2 Projetado e masterizado por Viktor Gullichsen
Faixa 3 Mixada por Patrik Svendsen e Oliver Palotai
Faixa 3 Projetado e masterizado por Oliver Palotai
Faixa 4 Mixado por Patrik Svendsen e Juhis Kauppinen
Faixa 4 Projetado e masterizado por Juhis Kauppinen

 

EP Band Line Up:
Patrik K. Svendsen
EP Guests: Dirk Verbeuren (Megadeth), Bernt Jansen (Artch/Wig Wam), Björn Strid (Soilwork), Martin Skriubakken (Endezzma), Oliver Palotai (Kamelot)

Tonic Breed está no Mapa da Expedição.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com
%d blogueiros gostam disto: